Como ir para Ilha de Páscoa?

Principais informações sobre a remota ilha considerada o lugar mais distante do mundo.

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (Sem avaliações ainda)
Loading...
Tempo de leitura aproximado: 6 minutos

Um dos destinos turísticos mais mágicos e misteriosos do mundo, e um dos lugares mais distantes do globo, a Ilha de Páscoa recebe anualmente 116 mil turistas, todos ávidos pela oportunidade de conhecer pessoalmente as lendárias estátuas Moai.

Se você está planejando uma viagem para a pequena ilha, confira agora mesmo algumas informações importantes e que podem ajudar você a evitar imprevistos e aproveitar Rapa Nui, nome da ilha no idioma nativo, ao máximo.

Como ir para Ilha de Páscoa?

Trajeto para a Ilha de Páscoa

Localizada a 1.600 km a leste da Ilha de Pitcairn, território ultramarino britânico na Polinésia, e 3.700 km a oeste do Chile, só é possível chegar na Ilha de Páscoa de avião. De Santiago saem 8 voos semanais de 6 horas de duração com destino à ilha.

 

O mistério dos Moais

As estátuas Moais são a grande marca registrada da Ilha de Páscoa e não é à toa. As famosas esculturas gigantes esculpidas, em sua maioria, a partir de Tufo, um material cuja composição é cinza vulcânica comprimida, carregam consigo muita história.

Os rostos peculiares já chamam atenção pelo formato: narizes longos, olhos fundos, sobrancelhas grossas e orelhas quadradas. Algumas das estátuas estão posicionadas de costas para o oceano, como se estivessem olhando para a ilha, outras mirando o mar.

Aqui vale mencionar que em 2012, um grupo de pesquisadores fez uma descoberta incrível sobre os Moais.

Após a obtenção de uma licença especial a fim de, literalmente, cavar um pouco mais a fundo para desvendar a história das cabeças rochosas da Ilha de Páscoa, descobriu-se que elas possuem também um corpo. Ou seja, cada Moai tem, em média, mais de 10 metros e pesa cerca de 81 toneladas.

 

Algumas teorias sobre o transporte dos Moais

Estima-se que os Moais foram esculpidos em algum momento entre os séculos XIII e XV, e o mais impressionante é que, na época, os recursos e as ferramentas disponíveis eram extremamente rudimentares, mas mesmo assim existem 887 deles, espalhados pelos 163 km² de ilha.

Por isso, diferentes teorias tentam explicar como cada uma dessas estátuas foi cuidadosamente posicionada na ilha. Uma delas diz que os Moais eram transportados por trilhos de madeira e que isso inclusive teria contribuído para a devastação da ilha.

Uma segunda teoria, que foi até testada por um grupo de pesquisadores, explica que os Moais eram transportados em pé. De acordo com essa teoria, os nativos levantavam as estátuas com cordas e as puxavam uma a uma.

Como ir para Ilha de Páscoa?

Atrações

Além dos Moais, existem algumas atrações turísticas obrigatórias na Ilha de Páscoa. Aqui estão listadas algumas delas:

  1. Rano Kau

O ponto mais alto da ilha, Rano Kau é um vulcão inativo que possui uma vista estonteante. Uma cratera de 200 metros de altura e 1,6 km de diâmetro, naturalmente decorada por um espelho d’água, ao lado do oceano. É possível chegar lá de carro, bicicleta ou a pé mesmo.

  1. Orongo

Uma pequena vila localizada bem ao lado do vulcão Rano Kau. O lugar retrata o ritual do homem pássaro, que era realizado tradicionalmente pelos povos nativos da ilha há muitos anos.

  1. Anakena

Areias clarinhas e água azul turquesa, como uma piscina natural. Quem vai à Ilha de Páscoa não pode deixar de visitar a praia de Anakena. Localizada a 18 km de Hanga Roa, a praia traz um visual sensacional de deixar qualquer turista apaixonado.

Um outro ponto positivo são as águas do mar que, além de um azul paradisíaco, possuem temperatura agradável: normalmente a partir dos 18ºC.

 

Período ideal para visitar a Ilha de Páscoa

Recomenda-se que na hora de programar uma viagem, o mês de fevereiro seja o escolhido para fazer uma visita à Ilha de Páscoa. Além do clima, durante o mês acontecem algumas festas dos nativos da ilha, ocasião propícia para conhecer um pouco mais da cultura desse povo.

 

Moeda da Ilha de Páscoa

A moeda oficial da ilha é o Peso Chileno, mas o Dólar também é amplamente aceito na maioria dos estabelecimentos comerciais, o que facilita a vida dos turistas.

Uma dica muito importante: leve dinheiro em espécie. A Ilha de Páscoa é pequena, distante e não muito desenvolvida tecnologicamente, por isso, maquininhas de cartão não são muito comuns.

Na hora de comprar moeda estrangeira durante o planejamento da sua viagem, conte com quem é especialista em câmbio. 😉
Ainda não decidiu o destino das próximas férias? Além da Ilha de Páscoa, considere conhecer Petra, Coliseu, Taj Mahal ou Machu Picchu.