Não passe perrengue no seu Intercâmbio

Tomando algumas pequenas precauções é possível evitar imprevistos fora do país.

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 avaliações, média: 5,00 de 5)
Loading...
Tempo de leitura aproximado: 7 minutos

Conhecer de perto uma cultura completamente diferente, novos costumes e um idioma totalmente novo colabora com o crescimento pessoal e profissional, sendo um importante divisor de águas na história de uma pessoa.

Mas, como em qualquer outra situação, durante o intercâmbio todos estão sujeitos a imprevistos. E quando esses imprevistos acontecem em território desconhecido, tudo pode parecer ainda mais assustador do que realmente é.

No post de hoje você confere algumas dicas que podem te ajudar a escapar dos imprevistos durante o intercâmbio ou, pelo menos, você aprende como lidar com eles de forma mais rápida e indolor, evitando grandes prejuízos.

Não passe perrengue no seu Intercâmbio | Cotação Câmbio

Não saia do país sem um Seguro Viagem

Imagine a seguinte situação: você vai para um país completamente desconhecido, mal sabe falar o idioma nativo, de repente tropeça numa calçada, cai de cara no chão e quebra o dente da frente. Péssimo, né?

Como se não bastasse, você se lembra que recusou pagar o Seguro Viagem, alegando que “O que pode acontecer de errado em um intercâmbio de apenas três meses? Prefiro economizar esse dinheiro e gastar com algo melhor”. Pois é. Isso acontece muito.

Lembre-se que nem todos os convênios médicos oferecem cobertura internacional. Portanto, certifique-se de contratar um bom Seguro Viagem.

Nos países europeus signatários do Tratado de Schengen o seguro já é obrigatório, mas, mesmo que o seu destino não faça esse tipo de exigência, não deixe de contratá-lo.

 

Cuidado com as bagagens!

Quem já tem o costume de viajar de avião sabe que o regulamento tanto de bagagens despachadas como de bagagens de mão, mudou.

Desde março de 2017, a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) aprovou a resolução que confere a própria companhia aérea o direito de cobrar a parte pelas malas despachadas, e as que ultrapassam  o limite de peso da mala de mão.

Antes de março, todo passageiro tinha o direito de levar na cabine, pagando unicamente pelo preço da passagem aérea, uma mala de mão de até 5kg e despachar bagagens de até 23kg, em voos nacionais, ou de 32kg, em voos internacionais.

Já de acordo com as novas regras, que já nem são tão novas assim, mas que muita gente ainda desconhece, qualquer bagagem despachada poderá ser cobrada de forma avulsa, e as malas de mão passam a ter limite de peso de 10kg.

Ou seja, é de suma importância que o passageiro entre em contato com a companhia aérea para conferir as regras e preços para despachar malas, e use uma balança para conferir o peso da sua mala de mão. Evitando, assim, qualquer susto na hora de fazer o check-in.

 

Utilize um aplicativo de tradução que funcione off-line

As aulas de idiomas são diferentes da comunicação utilizada no dia a dia pelos nativos do país. Por isso, em alguns momentos pode parecer impossível entender e, principalmente, falar com as pessoas que vivem em um país diferente do seu.

Mas, não há motivos para pânico. Afinal, praticar outro idioma é um dos motivos que leva as pessoas a visitarem um outro país. E para superar a fase de adaptação, é importante ter sempre um tradutor que funcione off-line.

Para isso, basta procurar por tradutores nas lojas de aplicativo do seu próprio smartphone. Antes de baixar, leia as avaliações e comentários sobre cada um deles e escolha o melhor avaliado.

Não passe perrengue no seu Intercâmbio | Cotação Câmbio

Evite levar somente dinheiro em espécie

É importante levar dinheiro em espécie para emergências, mas, em hipótese alguma, ande com altas quantidades de nota com você. Afinal, independentemente do lugar do mundo onde você está, o imprevisto não escolhe hora e nem lugar.

Nesse caso, uma boa alternativa é andar sempre com cartão pré-pago internacional. Dentre as vantagens oferecidas por esse tipo de cartão estão: possibilidade de fazer recargas e bloqueios contra perda ou roubo online e fácil controle dos gastos.

Por exemplo, o cartão pré-pago Rendimento Visa TravelMoney é aceito em mais de 200 países e territórios e conta com mais de 2 milhões de caixas eletrônicos e 30 milhões de estabelecimentos credenciados da Rede Plus. Assim você não fica na mão.

 

Carregador portátil e internet móvel são muito importantes

Ultimamente os smartphones são mais do que aparelhos usados para fazer ligações e conversar com quem não está perto. Hoje, o gadget é usado para localização, consulta de mapas e qualquer tipo de necessidade capaz de ser suprida pela internet.

É claro que não é obrigatório você ter um smartphone de última geração para poder viajar para o exterior, mas um bom smartphone com conexão a internet vai facilitar, e muito, a sua vida.

Seja para emergências como traçar a rota a pé para algum lugar específico, descobrir qual a linha de transporte público que atende a região onde está a casa da sua host family, ou para conveniências como pedir um Uber ou comprar comida, o celular é uma ferramenta que torna a vida de qualquer pessoa mais fácil, dentro e fora do país.

Por isso, invista alguns dólares num bom chip de internet e leve um carregador portátil na mala.

Seguindo as dicas, você vai se livrar de uma série de perrengues. E por último, mas não menos importante, saiba que é possível economizar dinheiro comprando moeda estrangeira com antecedência para a sua viagem. Não deixe nada para última hora, certo?

 

Se você gostou do nosso post, comente abaixo e divulgue para seus amigos! 😀

Cotação a mais completa solução em câmbio.

Deixe seu comentário!