7 Maravilhas do Mundo Moderno: Taj Mahal, Índia

Conheça esse monumento e a linda história por trás dele!

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (Sem avaliações ainda)
Loading...
Tempo de leitura aproximado: 5 minutos

Hoje, o Blog da Cotação finaliza a série “7 Maravilhas do Mundo Moderno“. E finaliza com uma linda história que originou um monumento espetacular.

Classificado em 1983 como Patrimônio da Humanidade pela UNESCO e, em 2007, eleito como uma das Sete Maravilhas do Mundo Moderno, o Taj Mahal é uma construção incrível e que vale a pena ser vista! Embora algumas pessoas o confundam com um templo hindu, trata-se, na verdade, de um mausoléu. Localizado na cidade de Agra, o monumento fica às margens do Rio Yamuna e cerca de 3 horas de Nova Deli.

O Taj Mahal também  é conhecido como uma das maiores declarações de amor da história e que motivou sua construção.

O visual deslumbrante do Taj Mahal.

O visual deslumbrante do Taj Mahal.

 

Você conhece a história da construção do Taj Mahal?

O Príncipe Khurram casou-se com a princesa da Pérsia Arjumand Banu Begum e, embora fosse sua terceira esposa, Arjumand era a mais querida e amada por ele. Poucos anos após o matrimônio, o príncipe foi então coroado imperador e passou a ser chamado de Shah Jahan, que significa “rei do mundo”.

Para demonstrar seu afeto, Shah Jahan rebatizou sua terceira esposa, que passou a se chamar Mumtaz Mahal, que significa “a escolhida do palácio” ou “joia do palácio”. Casados por 2 décadas, Mumtaz Mahal faleceu devido a complicações no parto do seu 14º filho. Desolado, o imperador permaneceu em luto por 2 anos e, para eternizar seu amor, construiu o mausoléu Taj Mahal.

 

A arquitetura do Taj Mahal

O Taj Mahal impressiona pela simetria e suntuosidade, com diversas pedras preciosas incrustadas e fios de ouro em sua cúpula. Foram utilizadas as maiores riquezas da região na construção do mausoléu: mármore branco da Índia, ametista da Pérsia, jade e cristal da China, quartzo dos Himalaias e diversas outras pedras preciosas e semipreciosas. 

O interior do Taj Mahal e seus impressionantes detalhes.

Ao lado do palácio, há 2 mesquitas e, ao redor, 4 minaretes com um lindo jardim em estilo britânico aos fundos. Cercado por lendas e mistérios, o Taj Mahal é um dos pontos turísticos mais visitados do mundo.

Viagem para a Índia

Uma passagem para a Índia costuma ter valor elevado pois é um destino distante e exótico para nós, brasileiros, mas custos como alimentação, transporte e até mesmo passeios turísticos dentro do país costumam ser acessíveis.

É possível hospedar-se em hotéis e hostels econômicos e confortáveis no centro. Cidades maiores como Nova Delhi e Mumbai, costumam ter valores mais elevados. Um hotel 3 estrelas na primeira cidade citada tem diárias custando cerca de R$ 55,00 e refeições com custo aproximado de R$ 35,00. Se você quer economizar, opte por destinos como Rishikesh ou Udaipur.

Embora a moeda local seja a Rupia Indiana, é muito comum a comercialização de produtos e pagamento por serviços utilizando euro, dólar americano e até mesmo dólar australiano. E aí vale a nossa dica: se possível, leve metade do dinheiro em papel moeda e a outra metade em um cartão pré-pago da Cotação. É mais seguro e você pode usar tanto para saques, quanto para compras. 

 

Preparado para conhecer todos os encantos do Taj Mahal? Compartilhe sua opinião com a gente! 😉

Conte com a Cotação, especialista em soluções em câmbio, e aproveite as dicas do nosso Blog para programar o seu roteiro. Aqui já contamos sobre Petra, Coliseu e até sobre o Cristo Redentor

Deixe seu comentário!